Vitrine Online, a melhor informação !

MORRE O JORNALISTA CLÓVIS ROSSI, EXEMPLO DE CARÁTER E DE CONDUTA PROFISSIONAL

Tive o privilégio de ser contemporâneo do jornalista Clóvis Rossi, na Redação da Folha de S. Paulo, e testemunhar suas qualidades como ser humano e profissional da mais alta competência e de um caráter impecável. Grandalhão, Rossi fez muitas coberturas internacionais e quando aparecia na Redação lembrava, com sua figura marcante, lembrava o que um bom jornalista deve fazer na importante função de informar a sociedade de modo correto e de uma precisão textual digna de leitura, independentemente do assunto.

Merecedor de prêmios nacionais e internacionais, Clóvis era sobretudo uma pessoa de trato fácil, discreto e atencioso com todos. Além de repórter, que nunca quis deixar de ser, colunista, foi também membro do Conselho Editorial do jornal.

Decano da Redação da Folha, trabalhou ali por 39 anos, morreu na madrugada de hoje, aos 76 anos, quando se recuperava em casa de um infarto sofrido na semana passada. Seu último texto, intitulado “Boletim Médico” foi publicado na quarta-feira (12).

Conforme a folha publicou, deixa mulher, com quem estava havia 50 anos, três filhos e três netos.

Comentários