Vitrine Online, a melhor informação !

ESTOQUE DE ÁGUA MELHORA, MAS SABESP PEDE À POPULAÇÃO QUE CONTINUE A ECONOMIZAR

Ituparraranga 8.1Nota divulgada ontem (7) pela Sabesp informa que as represas da Grande São Paulo fecharam o ano de 2015 com mais do que o dobro da água que havia em 2014, quando houve a maior estiagem na Região Sudeste nos últimos 80 anos. A recuperação do nível de água da represa Itupararanga, em Ibiúna, também é notável.

Os seis principais sistemas que abastecem a Região Metropolitana de São Paulo – de acordo com a empresa –  fecharam o ano de 2015 muito melhor que o ano anterior. Se comparado 2015 com 2014, os reservatórios tiveram acréscimo de 402,13 bilhões de litros de água, um aumento de 133% em relação a 2014. Para ter uma ideia, o total equivale quase à metade de todo o volume útil do Sistema Cantareira, que é de 982,07 bilhões de litros de água.

O mês de dezembro foi com chuvas acima da média em quatro dos seis sistemas que armazenam água para a Grande São Paulo. As exceções foram Guarapiranga e Rio Grande. A afluência (entrada de água nas represas) também foi destaque. Os Sistemas Alto Tietê e Guarapiranga apresentaram afluência maior que a média histórica para o mês. Já a afluência no Sistema Cantareira foi a mesma que a média. No total, foram mais 143,1 bilhões de litros de água em todas as represas que abastecem a Grande São Paulo, aumento de 25,54%. As chuvas e as diversas ações da Sabesp possibilitaram que, no dia 30 de dezembro, o Cantareira recuperasse o volume correspondente às duas reservas técnicas do sistema.

Mesmo com o período de chuvas, a Sabesp destaca a importância de a população se manter comprometida com a economia e o uso racional da água, de forma a garantir a recuperação gradual do nível dos reservatórios após a estiagem de 2014, a maior registrada em mais de 80 anos na Região Sudeste.

 

Comentários