Vitrine Online, a melhor informação !

LÓGICA ABSURDA – REAÇÕES CRUÉIS À MORTE DO NETO DE LULA LEMBRA A CAIXA DE PANDORA

O filósofo e escritor Claudino Piletti, 76, natural do Rio Grande do Sul, mas cidadão ibiunense há décadas, brindou seus leitores no “Voz de Ibiúna” desta semana com um artigo cujo título é provocante: “Teria sido encontrada, em Ibiúna, a Caixa de Pandora?

Caixa de Pandora, na mitologia grega, foi criada por Zeus e entregue para Pandora, a primeira mulher criada por ele. O artefato continha todos os males do mundo. Quando foi aberto, deixou escapar todos os males que se espalharam pelo mundo, menos a esperança. Lendo o artigo, você poderá saber mais sobre esse mito.

Certamente conhecedor da Lógica, Piletti traça suas linhas até desfechar com o que de fato pretendia dizer, depois de levantar hipóteses de que a caixa teria sido aberta na “maravilhosa” cidade do Rio de Janeiro ou na Venezuela:

“Há, inclusive a hipótese de que teria sido aberta na denominada ‘Noiva Azul’, isto é, na Estância Turística de Ibiúna. Reforça esta hipótese a palavra de alguns turistas que dizem ter encontrado a caixa de Pandora, totalmente destroçada, sobre uma montanha de lixo, à beira de importante estrada turística da Estância. E que, de tão destroçada, nem mais fundo ela tinha. Por isso, contrariando o mito, nem restou, na caixa, a esperança.”

Como as palavras de um filósofo sempre puxam a memória de outros, lembrei-me de Aristóteles, criador e sistematizador da Lógica. Em suma, a Lógica é uma área da filosofia que estuda as leis do pensamento e estabelece regras que devem ser seguidas para a exposição da verdade.

Por meio da Lógica, se sabe se um argumento é bom ou ruim, certo ou errado, real ou irreal. Todos de alguma forma temos que raciocinar no dia a dia, mas nem todos usam as leis da lógica, que estabelece “as regras do pensamento correto”. Lógica é instrumento para as ciências.

Giuliano Cézar, outro filósofo brasileiro, sustenta que “lógica é arte que nos faz proceder, com ordem, facilmente e sem erro, no ato próprio da razão”.

Aristóteles criou um sistema chamado silogismo. É simples de entender com um exemplo clássico: “Todo homem é mortal. Sócrates é homem. Logo, Sócrates é mortal.” Isto é raciocínio lógico.

MALDADE SOLTA

Neste Carnaval, porque fico longe dele, resolvi estudar um pouco de Lógica para entender nossa cidade e o Brasil. Já escrevi neste espaço inúmeras vezes que a sociedade está doente, isso inclui políticos e toda espécie de poderosos contaminados por uma “bactéria do mal” para a qual, infelizmente, não há vacina que dê jeito.

O processo político que culminou com a eleição do novo presidente da República revelou, pelas manifestações nas redes sociais, ataques absurdos, desumanos, que mostraram uma nação dividida pela força do mal.

Criou ódios, rancores e crueldades contra irmãos da mesma pátria, como se os conteúdos da caixa de Pandora tivessem sido despejados sobre corações e mentes dos brasileiros; claro, excluída a maioria, gente digna de todo o respeito.

As sórdidas manifestações contra o ex-presidente Lula, que perdeu um neto, e contra a própria criança, são um eloquente testemunho da insanidade reinante na nação brasileira. A dor da perda de um filho ou de um neto é inimaginável para quem não a sente.

Como querem um País melhor se destilam ódio e rancor sobre os demais. Essa desumanização e a lógica absurda e doentia que praticamos só nos podem manter na miserabilidade ética e moral e nos tornar demasiadamente animais inferiores, quando revelamos o nosso lado sombrio e monstruoso.

Será que, tendo sido destroçada em Ibiúna, como reflete o filósofo, não o terá, antes, esse fato ocorrido também no Brasil, campeão mundial de corrupção, violência e desumanidade? (Carlos Rossini é editor de vitrine online)

 

 

 

 

 

Comentários