Vitrine Online, a melhor informação !

AJUDE A MANTER DE PÉ UMA HISTÓRIA DE AMOR AO PRÓXIMO QUE JÁ DURA 65 ANOS

A Casa de Santa Rita (Lar de Idosos) de Ibiúna funciona há sessenta e cinco anos. Atualmente, abriga cinquenta e seis pessoas com idades entre sessenta e noventa anos, entre homens e mulheres. Elas recebem alimentos, medicamentos, assistência médica e odontológica, conforto e praticam atividades de lazer; tudo que é necessário para atender às necessidades básicas e de dignidade que é um direito fundamental de todo ser humano. A entidade também presta ajuda a famílias carentes do município que vivem abaixo da linha da pobreza, em situação de risco.

O custo mensal para cuidar dos idosos fica em torno de R$ 1.500 e, por isso, a instituição sempre precisa de apoio financeiro – e até de voluntários. Há algumas formas básicas de garantir que esse atendimento humanitário prossiga: a pessoa pode contribuir como sócio contribuinte e também por meio da doação de notas ou cupons fiscais que são convertidos em crédito para a Casa de Santa Rita que, assim, pode contar esses recursos para pagamento de diversas despesas.

Se você não participa do Programa Nota Fiscal Paulista, no qual o seu CPF/CNPJ é cadastrado nos cupons fiscais, pode doá-los para a entidade. É muito fácil colaborar com a doação de notas e cupons fiscais, é só depositar em qualquer urna dos estabelecimentos comerciais como:

* SUPERMERCADOS: Rolim de Freitas e Cia Ltda. (Superibiúna), Serrano, São Roque e Dia.

* LOJAS: PSA Comercial, Cacau Show, MK Tintas e Confie Distribuidora de Doces.

Também pode entretá-los diretamente na sede da entidade. Mas, atenção! As notas e cupons fiscais têm um prazo para ser lançados no sistema do Programa Nota Fiscal Paulista, sendo que o cupom do mês anterior tem validade até o dia 20 do mês seguinte. .

Uma história de amor ao próximo

De acordo com o site da entidade, a Casa de Santa Rita de Ibiúna iniciou suas atividades no ano de 1948, na Avenida Fortunatinho, em um rancho de tábuas, emprestado por d. Tereza de Assis Ferreira. Começou dando abrigo a uma senhora carente e suas filhas que viviam em condições desumanas. Com a colaboração de pessoas da cidade foram feitas campanhas para arrecadação de madeira para a fabricação de camas, mesas e armários bem como de cobertores e roupas que foram entregues aos abrigados no rancho. A alimentação foi providenciada por algumas famílias que, um dia por mês, enviavam marmitas.

No dia 29 de Julho de 1948, comovida pela situação precária em que se achavam essas pessoas, d. Nazária Cipriano de Freitas fundou nesse mesmo local a Casa de Santa Rita e lhe deu esse nome para que ela nunca fechasse suas portas. A partir daí começaram as atividades sociais da casa. Em quinze dias de funcionamento já havia sete doentes abrigados naquele exíguo espaço. Mas a ajuda não se fez esperar. A notícia de que d. Nazária se propôs a ajudar, os carentes de Ibiúna, fato inédito na época, mobilizou um grupo de voluntários e, com sua ajuda, a fundadora, após três meses de funcionamento no rancho, conseguiu mudar os abrigados para uma casa maior e mais confortável na Rua XV de Novembro, onde permaneceram por treze anos.

Com o aumento do número de necessitados, a maioria doentes, d. Nazária, com a ajuda de outras pessoas, teve a ideia de construir um hospital-asilo, onde o atendimento fosse mais eficiente. Fez uma campanha e conseguiu muitos sócios que contribuíam mensalmente para a manutenção da casa e também para a compra de um terreno e inicio da construção da sede própria que foi inaugurada em 1964, depois de muito esforço.

A família de d. Nazária colaborou muito. Seu irmão, Lázaro Cipriano de Freitas, conhecido por “Zozô”, e o mestre de obras Marrero foram responsáveis pela mão-de-obra; as pedras para o alicerce da construção foram transportadas em carro de boi pelo seu irmão Luiz Cipriano de Freitas, “Loli”; o telhado, uma obra de arte, e o estuque pelos seus cunhados Alfredo Rolim de Freitas e Antônio Sandroni.

De 1964 a 1974 a Casa funcionou também como hospital, mas devido a grandes dificuldades para mantê-lo, voltou a ser somente asilo para abrigar idosos e pessoas doentes a partir de maio de 1974, atividade que desempenha até hoje.

A Casa de Santa Rita jamais se desviou de seu objetivo primordial de prestar assistência material e psicológica a seus idosos e doentes internos e de regime externo.

A Casa de Santa Rita (Lar de Idosos) funciona na Rua Gabriel Monteiro da Silva, 330 – tel. (15) 3241-1109 – www.casasantarita.org.br.

Comentários