Vitrine Online, a melhor informação !

CORONAVÍRUS – IBIÚNA VOLTA NESTA TERÇA-FEIRA À FASE VERMELHA DE FLEXIBILIZAÇÃO; SOMENTE SERVIÇOS ESSENCIAIS VÃO FUNCIONAR

A partir desta terça-feira (7), o município de Ibiúna retorna à fase vermelha do plano de flexibilização determinado pelo governo estadual. Isto significa que somente o comércio e serviços essenciais poderão funcionar. Veja o que vai funcionar e o que deverá permanecer fechado.

Estarão autorizados a funcionar todos os dias, mediante controle de acesso farmácias, postos de combustíveis e padarias, de segunda a sábado, sem que haja consumo no local.Supermercados, açougues, peixarias, mercearias, oficinas mecânicas (para conserto, somente), e borracharias.

Somente por meio de sistema delivery (portas fechadas, apenas entregas em domicílio): restaurantes, lanchonetes, pizzarias, padarias, casas de materiais para construção.
Feiras livre às quintas e domingos pela manhã, apenas bancas de alimentos in natura, sendo proibido o consumo no local.

De segunda a sexta-feira, com balcão nas portas e controle de fila:
casas de insumos e equipamentos agrícolas, casas de ração e lojas de autopeças.

Para outros estabelecimentos e serviços considerados não essenciais por decretos federal e estadual está proibido o atendimento ao público, o que inclui lojas de comércio em geral.

IBIÚNA E SÃO ROQUE

Essa medida também foi determinada para o município de São Roque e ambas as cidades estariam sujeitas a pagamento de multa diária de R$ 100 mil caso desobedecessem a determinação do Tribunal de Justiça de São Paulo, em relação a essa medida com o objetivo de conter o avanço na transmissão do coronavírus na população. Ambos saem da fase laranja que havia sido decidida pelos governos de ambos os municípios, sobretudo em função da enorme pressão que vinham sofrendo por parte dos agentes econômicos locais.

O prefeito de São Roque, Cláudio Goes, anunciou que iria recorrer, mas acatou a medida judicial e dificilmente obterá decisão contrária para promover a reabertura para a fase laranja, pois as autoridades judiciárias estão sensíveis ao grave problema de saúde pública em curso pelo alto risco de infecção pela covid-19.

PROTEÇÃO

Vale lembrar que o isolamento e distanciamento social ainda são indispensáveis para se proteger da enfermidade, assim como hábitos de higiene como lavar bem as mãos, uso de álcool em gel. O uso correto de máscaras faciais é obrigatório em todo o Estado de São Paulo. Quem for flagrado em ambientes públicos sem máscara pode ser multado em R$ 524,59 e os comerciantes em cujas lojas houver pessoas sem máscara poderão sofrer multa de R$ 5.025,02, para cada ato de descumprimento do decreto.

 

 

 

Comentários