Vitrine Online, a melhor informação !

MÉDICO NÃO É SANTO; NEM EXAME DA PRÓSTATA FAZ O HOMEM MENOS HOMEM

  Deitado na maca, cueca abaixada, aguardava pelo urologista que faria um toque retal para avaliar minha próstata. Já fiz esse exame algumas vezes e se (os machões convictos) quiserem acreditar em mim garanto, não lhe deixa nem um pouco menos homem e tampouco compromete a virilidade.

Um pouco desagradável é: dá vontade de mijar e de vomitar ao mesmo tempo, mas o procedimento é rápido. O problema mais sério estava do outro lado do biombo onde me encontrava deitado. O telefone tocara, do outro lado da linha um empresário importante do setor automobilístico. Estava desesperado. O conjunto de seus exames apontava para a existência de um câncer. O choque da pessoa quando fica conhecendo o diagnóstico é muito mais assustador do que um terremoto superior a nove graus na escala Richter. Perde-se o chão, o espaço, o prumo, a consciência.

O paciente, do outro lado da linha, falava em italiano e deveria estar infinitamente preocupado. Talvez quisesse que o médico lhe dissesse outra coisa, que o exame fora trocado ou lhe aliviasse de alguma forma a angústia que se fixara em seu peito. A conversa prosseguia, até que o médico afirmou:

Signore, Io sono uno dottore, non uno santo.”

Essas palavras ecoaram por sobre o biombo e devem ter causado um impacto terrível no empresário. Hoje virou um jargão médico a afirmação de que um câncer quando detectado no início tem boas chances de ser controlado, mas na realidade cada história é uma história e envolve muitos fatores, alguns envoltos no mistério que se oculta atrás do conhecimento médico disponível, digamos até mesmo o mais atualizado, e também da mais alta tecnologia desenvolvida. Os oncologistas clínicos convivem com esse desafio dia a dia. Trata-se de uma doença cruel, insidiosa, silente que não escolhe idade e tampouco gênero para atacar.

De qualquer forma este artigo precisa tomar um rumo e o escolhido é o tradicional: cavalheiros não tenham medo de fazer exame de toque retal, pois é, junto com exame de PSA, importante para proteger sua saúde. O câncer de próstata é um dos mais comuns no homem, assim como câncer de mama nas mulheres, e tem feito baixas consideráveis no Brasil e no mundo afora.

O exame da próstata não reduz a virilidade do homem, mas a doença, esta sim, pode roubar-lhe um dos grandes prazeres da vida. (C.R.)

 

Comentários