Vitrine Online, a melhor informação !

EXCLUSIVO – HOMICÍDIO NO BAIRRO DO TAVARES, EM IBIÚNA, É ENVOLTO EM MISTÉRIO

o mortoUm homem foi assassinado no dia 5, às 18h15, com vários tiros na cabeça, na altura do km 4,5 da rodovia Tancredo Neves, no bairro dos Tavares, no município de Ibiúna. Vitrine online esperou até ontem (10) à tarde permissão para noticiar esse fato. Motivo: a identidade da vítima demorou a ser confirmada porque foi encontrada com ele uma RG com sua fotografia, mas com nome e outros dados pessoais que, se descobriria mais tarde, não correspondiam a ele.

De fato, depois do corpo reconhecido por um parente no IML de Sorocaba, verificou-se que o morto não apenas tinha outro nome como era natural do Maranhão e não do Ceará, com pareceu nos primeiros levantamentos policiais. O crime teria ocorrido por vingança e a arma utilizada, um revólver Tauros calibre .40 pertence à Polícia Militar do Estado de São Paulo, que teria sido produto de roubo na cidade de Guarulhos, segundo consta no boletim de ocorrência lavrado na Delegacia de Polícia de Ibiúna.

Idalécio Leitão Diogenes, 38, natural de Jaguaribe, no Ceará, e morador em Franco da Rocha, foi preso em flagrante pelos policiais da Guarda Civil Municipal e indiciado por homicídio qualificado, seu comparsa conseguiu fugir entrando na mata na região do Lajeadinho.

assassino

A HISTÓRIA

Ao passar pelo local, próximo à lombada existente no km 4,5 da rodovia Tancredo Neves, uma testemunha observou uma Fiat Strada [com placas da cidade de Americana] parada na pista e, ao seu lado, caído, um homem ferido e sangrando. Mais à frente estava um Fiat Pálio, em cujo interior estavam dois homens, um dos quais o indiciado. Pensando tratar-se de um acidente, a testemunha parou mais adiante, quando disse ter ouvido três disparos. O Fiat Pálio, com placas de Franco da Rocha, saiu acelerado em direção do bairro Gabriel. Imediatamente avisou os guardas municipais que avistaram o carro com os fugitivos seguindo para em direção do bairro Lajeadinho. Ao tentar ultrapassar outro veículo pela direita e não conseguindo o carro parou. Diz o BO que nesse momento o “indivíduo que estava no banco de passageiro, desceu e evadiu-se pela mata, não sendo identificado”. Idalécio Leitão Diogenes [morador em Franco da Rocha] também tentou fugir, mas recebeu voz de prisão e foi logo detido.

MISTÉRIO

Identitidade 1

Os policiais encontraram no bolso da vítima uma carteira de identidade identificando seu portador como Evaldo Sampaio Araújo, 39, natural de Quixadá, no Estado do Ceará. A foto correspondia com o rosto do morto. Mas, a certa altura, a Delegacia de Polícia de Ibiúna, recebe um telefonema dizendo o caminhoneiro Elijacson Cleve Pinto Souza, 31, natural de Tabuleiro, no Ceará, tomara conhecimento em redes sociais de que havia ocorrido um crime cuja vítima era seu parente. Como estava em viagem para São Paulo entrou em contato com a delegacia que o aguardou para fazer reconhecimento do corpo em Sorocaba. Souza é cunhado da vítima, segundo documento anexado ao processo.

Ao verificar o corpo, confirmou que se tratava, na realidade, de Nílson Diógenes Campelo, 31 anos, natural de São Luiz, no Maranhão. Explicou que ele e sua irmã estavam separados havia cinco anos, que ele veio para São Paulo, “residindo em cidade e endereço desconhecidos pelos familiares” e que ele nunca mais retornou para o Ceará e que fazia contatos esporádicos por telefone. Souza não soube dizer sobre a motivação e autoria da morte de seu cunhado.

O indiciado, no entanto, declarou à polícia, que veio com o “indivíduo que fugiu para matar a vítima, a qual havia matado um parente seu no Estado do Ceará”.

 

 

Comentários