Vitrine Online, a melhor informação !

OUTUBRO ROSA – MULHERES IBIUNENSES REALIZAM EVENTO PARA PROMOVER COMBATE AO CÂNCER DE MAMA

combate-ao-cancer-de-mama

Com o objetivo de incentivar a prática esportiva e conscientizar as mulheres ibiunenses da importância da prevenção e combate contra o câncer de mama, será realizado o “2º Desafio Outubro Rosa” organizado pela da professora de Educação Física, Mariana de Almeida Soleira. Ela contou com o apoio de diversos patrocinadores do município. Ao todo, serão 100 mulheres que participarão de uma prova de corrida de rua e caminhada.

Segundo a organizadora, quem não se inscreveu poderá prestigiar o evento e participar da luta contra o câncer de mama. Eis a programação:

Sábado, dia 22, das 10 às 14 horas, serão entregues kits para as atletas inscritas. Nesse dia, você poderá participar de aulas abertas de pilates, zumba e jump na Área de Lazer.

Domingo, dia 23, a partir das 7 horas, haverá concentração e realização da prova de corrida de rua (6,3 km) e caminhada (4 km)à tendo com o ponto de partida em frente à Área de Lazer, na pista de caminhada da Av. Antonio Falci (Marginal). Vista o rosa e vá fazer parte desta luta contra o câncer de mama.

O câncer de mama é o que mais afeta as mulheres – cerca de 22% dos novos tumores a cada ano são desse tipo, conforme o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Para chamar a atenção ao diagnóstico precoce, a campanha Outubro Rosa, criada em 1990 nos Estados Unidos e agora popular no mundo todo, tenta conscientizar a população ao longo do mês.

CÂNCER DE MAMA

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros são mais lentos.

Para o Brasil, em 2016, são esperados 57.960 casos novos de câncer de mama. Tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de mama responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, esse tipo de câncer é o mais frequente nas mulheres das Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste.

Existe tratamento para câncer de mama, e o Ministério da Saúde oferece atendimento por meio do Sistema Único de Saúde, o SUS.

O QUE AUMENTA O RISCO

O câncer de mama não tem somente uma causa. A idade é um dos mais importantes fatores de risco para a doença (cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos). Outros fatores que aumentam o risco da doença são:

Fatores ambientais e comportamentais:

 

·         Obesidade e sobrepeso após a menopausa;

·         Sedentarismo (não fazer exercícios);

·         Consumo de bebida alcoólica;

·         Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X).

Fatores da história reprodutiva e hormonal
·         Primeira menstruação antes de 12 anos;·         Não ter tido filhos;·         Primeira gravidez após os 30 anos;

·         Não ter amamentado;

·         Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos;

·         Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona);

·         Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos.

Fatores genéticos e hereditários*
·         História familiar de câncer de ovário;·         Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos;·         História familiar de câncer de mama em homens;

·         Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2.

*A mulher que possui um ou mais desses fatores genéticos/ hereditários é considerada com risco elevado para desenvolver câncer de mama.

Já o câncer de mama de caráter genético/hereditário corresponde a apenas 5% a 10% do total de casos da doença. Homens também podem ter câncer de mama, mas somente 1% do total de casos é diagnosticado em homens.

Atenção: a presença de um ou mais desses fatores de risco não significa que a mulher necessariamente terá a doença.

COMO PREVENIR

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como:

  • Praticar atividade física regularmente;
  • Alimentar-se de forma saudável;
  • Manter o peso corporal adequado;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Amamentar

Comentários