Vitrine Online, a melhor informação !

SOS ITUPARARANGA DOA LANCHA PARA A PATRULHA NÁUTICA DA GUARDA CIVIL DE IBIÚNA

Em solenidade realizada hoje (25) à tarde, em frente ao Paço Municipal de Ibiúna, o presidente da SOS Itupararanga, João Rodarte, e o prefeito de Ibiúna, João Mello, assinaram um termo pelo qual a entidade formaliza a doação de uma lancha para uso da Patrulha Náutica da Guarda Civil Municipal.

A SOS Itupararanga é uma ONG fundada em 2000 com o objetivo de promover a preservação do meio ambiente e auxiliar no desenvolvimento sustentável da região. Itupararanga [do tupi-guarani que significa ‘salto barulhento’] é nome indígena de uma imensa represa cuja maior parte se localiza no município de Ibiúna. Além de fornecer água para 90% da população de Sorocaba e outras cidades próximas é, naturalmente, uma das maiores atrações turísticas e de lazer do município.

Rodarte, em breve entrevista a vitrine online, disse que “uma das nossas preocupações é a preservação do meio ambiente e a represa é a parte mais importante no que diz respeito à atração turística e de beleza da cidade”. E assinalou que “com a nossa contribuição a GCM estará municiada com um instrumento de trabalho bastante ágil para ajudar a fiscalizar o meio ambiente em torno da represa”.

O prefeito João Mello disse que a doação da lancha é uma demonstração de que a SOS Itupararanga “acredita em nosso governo” e sua utilização pela GCM vai contribuir de modo importante para a fiscalização relacionada a desmatamentos, poluição e também na área da segurança. “A lancha é a única na região da Itupararanga, graças à parceria da entidade na forma de doação desse importante recurso”.

A LANCHA E SUAS UTILIDADES

Apollo Rolim, subcomandante da Guarda Municipal de Ibiúna e coordenador da Patrulha Náutica, informou que a embarcação marca Levefort mede 5,30 metros, possui um motor de 60 cavalos e pode receber cinco ocupantes, incluindo o piloto. Lembrou que essa parceria já existia com a SOS Itupararanga no passado por meio de empréstimo por um contrato de comodato. “Agora foi feita a doação de uma embarcação nova que tornará nosso trabalho ainda mais eficaz.”

“Nós vamos atuar não só em relação a crimes ambientais, combatendo a caça e a pesca predatórias, mas também orientando os banhistas e os donos de embarcações”, declarou Apollo.

Acrescentou que “faz parte do nosso trabalho também evitar que aconteçam acidentes com mortes que ocorrem todos os anos em muitas cidades, especialmente no verão envolvendo banhistas, embarcações e motos aquáticas”.

Neste ano, por exemplo, a lancha que foi emprestada para a Patrulha Náutica da GCM, e utilizada durante o Circuito Paulista de Travessias Aquáticas, conseguimos evitar que uma lancha atingisse um dos competidores.

Finalmente, a embarcação também vai operar no apoio a trabalhos científicos de pesquisas realizadas pela Universidade de São Paulo, em coletas de amostras de água para análises.

Um acordo com a Marinha do Brasil servirá para a formação de agentes que vão atuar na fiscalização de embarcações irregulares e, assim, a Patrulha Náutica estará auxiliando aquela instituição nacional.

Em breve, a lancha fará sua navegação inaugural na represa de Itupararanga.

 

Comentários