Vitrine Online, a melhor informação !

MISSÃO CHINESA VISITA IBIÚNA PARA CONHECER SUA AGRICULTURA E PROMOVER POSSÍVEIS INVESTIMENTOS NO MUNICÍPIO

Uma missão do Banco de Desenvolvimento Agrícola da China, com vinte e cinco integrantes, visitou o município de Ibiúna hoje (11) onde foi recebida em um hotel no centro da cidade pelo prefeito João Mello, vice-prefeito Valdemar Cardoso, secretários municipais, vereadores e representantes da Cooperativa de Agricultura Familiar – Coafi.

Tendo à frente o gerente-geral do banco, Wang Fujun, a comitiva era composta por diretores da instituição em províncias chinesas [equivalentes a estados no Brasil], dos quais três mulheres.

O objetivo inicial da missão, de acordo com Wang Fujun, é conhecer as peculiaridades da economia ibiunense tipicamente agrícola, trocar experiências e, possivelmente, estabelecer relações de cooperação e de acordos empresariais.

Quando retornarem à China – o roteiro no Brasil incluía, além de Ibiúna, somente o município de Piracicaba e o Rio de Janeiro – os membros da missão vão divulgar a realidade constatada a empresários chineses, a partir do que poderão definir projetos e programas destinados ao desenvolvimento agrícola no município de Ibiúna.

A comitiva também visitou a Cooperativa Agropecuária de Ibiúna – Caisp, onde almoçou, e também o Grupo Hentona, produtor de alimentos agrícolas localizado no bairro do Sorocamirim.

Em entrevista a vitrine online, Wang Fujun disse que escolheu Ibiúna por ser próxima de São Paulo. “Viemos primeiro para conhecer, obter informações gerais. Como trabalhamos com desenvolvimento agrícola, depois vamos passar essas informações aos empresários chineses, a fim de que, no futuro, possam decidir onde investir”.

O prefeito João Mello declarou estar “muito satisfeito por Ibiúna receber uma delegação tão representativa de diretores das províncias do único banco agrícola da China para entender como nós funcionamos e levar essas informações a empresários chineses que eventualmente venham a investir em Ibiúna no futuro”. E assinalou: “Isto é sinal de credibilidade e passa uma imagem de que Ibiúna passa uma imagem de que vale a pena ser visitada e conhecida.”

Comentários