Vitrine Online, a melhor informação !

IBIÚNA – GRUPO DE PROFESSORES BUSCA ABRIR CAMINHOS PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL E DEMOCRÁTICA

O escritor norte-americano John Naisbitt, autor do livro Megatrends [Megatendências], com previsões de tendências globais, fez uma revelação interessante nesse livro que se tornou um sucesso internacional logo após ser lançado: grandes mudanças que ocorreram no mundo surgiram a partir de ideias geradas em pequenas cidades do interior.

Ele se referia a pequenos municípios do meio-oeste norte-americano de modo específico, mas esse fenômeno pode ocorrer em qualquer cidade onde haja boa vontade com o próximo. Por que não Ibiúna?

Um grupo de estudo formado por professores idealistas de Ibiúna vem se reunindo mensalmente com intensa dedicação, ousadia e notório amor para contribuir efetivamente com a melhoria do ensino por meio da promoção da Educação Integral e democrática.

Os encontros têm se realizado na residência da professora Maria Aparecida Ouvinhas Gavioli [Cidinha Gavioli], mestre em Educação e especialista em educação especial e inclusiva, com notório entusiasmo e esperança por parte de todos os integrantes do grupo. E a tendência é que logo os frutos dos seus trabalhos poderão ser compartilhados em todo o município.

O conceito e histórico da educação integral e democrática têm sido objetos de estudos, assim como questões práticas relacionadas com a implantação desse sistema em escolas de todos os níveis. Cada encontro merece um registro que é escrito de modo rotativo pelos participantes e lidos na reunião seguinte, abrindo e inspirando a inserção de novos temas.

“Nossos encontros mostram possibilidades para essas novas ideias, ou melhor, como transformar essas ideias em ações. Todos os dias temos novos desafios e precisamos o tempo todo estar atentos para com novas ações, a fim de não cairmos na armadilha de tentar resolver os problemas sempre da mesma maneira, com práticas de políticas de sistema e não de sujeitos. Realmente, é muito difícil pensar diferente. Pensar no sujeito. Mas, chegaremos lá.” São palavras da professora Mila Zeiger Pedroso Delfim, gestora da Escola Municipal Antonio Coelho Ramalho, localizada no bairro da Figueira e que tem utilizado essa metodologia com notável sucesso.

DEMOCRACIA NA PRÁTICA

O clima das reuniões, com direito a acepipes deliciosos, é cordial, respeitoso, democrático e as pessoas se sentem naturalmente livres para se expressar e contribuir com suas experiências pessoais e culturais.

Na foto aparecem as professoras Lucimar Helena dos Santos, Mila Zeiger Pedroso Delfim, Silvia Maria Xavier, Simone Sakoda Godinho, Maria do Carmo Silva, Aline O. Bertolino, Elaine Cristina do Espírito Santo Manoel, Jussara Grangeiro da Costa do Prado, Maria Aparecida Ouvinhas Gavioli, Erika Aparecida de Oliveira Camargo, Luana Maria Ferreira Fernandes e o professor Carlos Rossini.

 

 

Comentários