Vitrine Online, a melhor informação !

QUEM TEM MEDO DO COMPLEXO DE PETER PAN?

A maioria da humanidade, como observou Jung, é constituída por indivíduos infantilizados, que precisam de um guia, tutor, guru ou mentor para lhe dizer o que pensar e como agir. Ou seja, é uma espécie de Peter Pan com medo de crescer, amadurecer e ser adulto responsável por si mesmo.

Por que tantas pessoas se alienam e se despersonalizam diante de “autoridades” representantes de religiões instituídas ou de espécimes da raça humana que se mostram capazes de realizar milagres ou determinar como devemos viver?

Por que se deixam iludir a ponto de se entregarem cegamente aos comandos de falastrões espertos que fazem fortunas na exploração da fé de incautos que se deixam levar por palavrórios, gestos e espetáculos teatrais de milagres encenados?

Por que tantos entregam suas vidas e os bens que conquistaram com seu trabalho e deixam sua consciência ser usurpada por poderosos inescrupulosos e cínicos?

Por que alguém diz quem somos, se somente nós podemos nos autodefinir?

Por que tantos são vulneráveis à opinião dos outros sobre si mesmos e não confiam em si próprios?

Por que não percebem que precisam encontrar o autoapoio em si como meio de amadurecer e ser indivíduos íntegros e autoconfiantes?

Por que não percebem que se deixam aprisionar pelo medo e se tornam inconscientes da maior parte de suas únicas vidas?

Por que temem e se afastam de todas as possibilidades de serem livres e responsáveis por si mesmos?

Para responder a essas perguntas, talvez, enfim, devamos mergulhar fundo dentro de nós mesmos e encontrar as raízes que nos sustentam desde nossa infância mais primitiva, o que não é uma tarefa simples e fácil.

Mas, se quisermos ser adultos e nos livrarmos dos efeitos de influências enganadoras e nefastas temos que, primeiro, saber o que queremos nessa vida e procurá-lo com nossa força interior, da qual fomos distanciados desde o momento em que nascemos.

Com persistência, todos podemos aprender a separar o verdadeiro do falso, dentro e fora de nós, e fazer escolhas para superar as dificuldades que nos impedem de sermos mentalmente livres. A água é uma das mais belas metáforas da vida. Ela flui e se desvia dos obstáculos que encontra pela frente para chegar ao seu destino.

Assim, é possível que estejamos destinados a superar o complexo de Peter Pan, desde que percebamos e descubramos que nosso destino chama-se liberdade e autorrealização.

(Carlos Rossini é editor de vitrine online)

 

 

Comentários