Vitrine Online, a melhor informação !

CONHEÇA OS 5 “SEGREDOS” PARA SE RELACIONAR BEM COM OS OUTROS

O dr. Paul Watzlawick (1921-2007) foi um dos mais importantes teóricos da comunicação humana. Ele propôs cinco axiomas (raciocínio lógico, evidente ou verdadeiro) para se alcançar uma comunicação bem-sucedida. Seus estudos contribuíram decisivamente para a psicoterapia aplicada ao âmbito familiar.

Watzlawick considerava a comunicação bem-sucedida como fundamental para entender e melhorar as relações humanas, especialmente no ambiente familiar.

“A crença de que a própria visão da realidade é a única realidade é a mais perigosa de todas as ilusões”, advertiu, como a demonstrar a existência de armadilhas no campo das relações existenciais. A propósito, um dos seus livros, tem como título A Realidade é Real?

Watzlawick, nascido na Áustria, realizou suas pesquisas no Instituto de Pesquisa Mental da Universidade de Palo Alto, na Califórnia – EUA e também foi professor de psiquiatria na Universidade de Stanford.

Li um dos seus artigos publicados no jornal francês Le Monde em que já advertia o excesso de informações recebidas pelos seres humanos, sendo que a maior parte delas nada têm que ver com a vida dos indivíduos, mas os influenciam. Ao responder à pergunta do entrevistador – “Haveria um risco de saturação por excesso de informação?” – Watzlawick afirmou: “Exatamente. É preciso reduzir as informações a um mínimo vital.”

Agora conheça como suas descobertas podem ajudar na sua vida diária, em qualquer ambiente em que você viva. Antes saiba que ele escreveu 18 livros e cerca de 150 artigos acadêmicos.

  1. É IMPOSSÍVEL NÃO SE COMUNICAR

Segundo o autor, “todo ser humano se comunica desde o nascimento. Não se pode escapar disso. Mesmo que não fale, seu corpo sempre estará dizendo alguma coisa. O olhar, a postura, a expressão do rosto e do corpo são formas de manifestar o que há no pensamento. O próprio silêncio ou a quietude são maneiras de comunicar uma mensagem. Portanto, a comunicação é algo inerente ao ser humano.

  1. EXPRESSÃO E RELAÇÃO

Toda comunicação possui dois níveis: um de conteúdo (aquilo que se expressa) e outro, de relação. Isto é: uma mensagem adquire seu significado pelo que é dito, mas também pelo vínculo existente entre as duas pessoas que se comunica. Veja um exemplo: chamar alguém de “bobo” pode ser uma ofensa, uma piada ou manifestação de carinho. 

  1. FLUIÇÃO E INTERRUPÇÃO

Existe uma pontuação, ou modo como como ela flui ou interrompe a comunicação entre duas pessoas. Cada um dos envolvidos contribui para dar continuidade, modular ou ampliar a troca de palavras.

  1. FORMA E CONTEÚDO

Sempre existe dois tipos básicos de comunicação: a digital ou verbal e a analógica ou não verbal. Portanto, ensina Watzlawick, não apenas o que é dito tem influência, mas também a forma como é dito. Isso constitui a mensagem completa.

  1. ENTRE IGUAIS E DIFERENTES

A comunicação pode ser simétrica ou complementar. A simétrica ocorre entre iguais e a complementar é a que acontece verticalmente, isto é, entre alguém que tem poder e o outro que não tem.

Se bem compreendidos, os cinco ensinamentos de Watzlawick fazem com que a comunicação funcione corretamente já que as pessoas conseguem sintonizar os temas (assuntos) e os tons (a maneira como são expressados). (Carlos Rossini é editor de vitrine online)

 

 

 

 

Comentários