Vitrine Online, a melhor informação !

IBIÚNA – INCÊNDIO NA MATA PERTO DA CIDADE CHEGA A ENCOBRIR O SOL

Um incêndio que se iniciou no começo da tarde de hoje (11), na mata do Varjão, que fica ao lado da ciclovia, próximo da Área de Lazer, onde está instalado o Hospital de Campanha de Ibiúna, na região central de Ibiúna, acabou tomando grandes proporções e preocupando muitos munícipes.

Uma densa nuvem de fumaça, que chegava a encobrir o sol, se espalhava em direção ao centro da cidade, enquanto as chamas se espalhavam rapidamente na mata seca, onde também existem diversas árvores.

Vitrine online, com o objetivo de informar a população, lançou uma breve nota que provocou dezenas de comentários dos leitores, a maioria deles demonstrando indignação com pessoas que tocam fogo no mato. A beira da Estrada da Cachoeira, a pouco quilômetros dali, também estava em chamas, mas de menor proporção.

Houve quem se queixasse de “incendiários”, assim como apontasse que as autoridades deveriam se organizar melhor para combater e prevenir esse tipo de evento que destrói grandes áreas da natureza e que tendem a acontecer com maior intensidade em épocas de seca como agora.

Uma equipe da Defesa Civil fazia o combate ao fogo, utilizando água de um carro pipa, mas a expansão do fogo ocorria com maior velocidade. Pouco antes das 18 horas, chegou uma guarnição do Corpo de Bombeiros de São Roque, para dar combate às chamas.

Foi intensa a repercussão do incêndio nas redes sociais.

O presidente do Conselho Municipal de Segurança, Marcelo Zambardino, afirmou: “Vai ano, entra ano, sempre a mesma coisa, nunca se consegue resolver essa situação. Não entendo o que é feito com o dinheiro dessa cidade. Agora no final do ano, pelos dados do portal da transparência do município de Ibiúna, chegaremos à arrecadação, se não passar um pouco, a R$ 1 bilhão, em quatro anos de gestão pública, e não se consegue comprar um caminhão tanque para a Defesa Civil e não se consegue montar uma brigada de incêndio, não se consegue responsabilizar o infrator, não se consegue comprar um drone para monitorar essa várzea, como pode uma situação dessa? Uma vergonha!”

Ricardo R. Branco, reagiu ao comentário de Zambardino: “Essa atividade não dá voto prezado Marcelo, por isso não se investe. Mas, 2021 promete, irmão”.

“Fico indignada com esses tipos de coisas…pessoal sem noção que não respeita a natureza e os animais”, escreveu Nanda Oliveira.

Michele Miranda: “Todo dia vejo uma queimada aqui e ali. Precisamos de leis mais severas. Afinal, isso é crime.”

Comentários