ELEIÇÕES 2020 – DOS 9 CANDIDATOS A PREFEITO DE IBIÚNA SOMENTE 5 PARTICIPARAM DO 1º DEBATE TELEVISIVO

O primeiro debate público com os candidatos a prefeito em Ibiúna foi exibido na noite de hoje (5), durante 1h40, com a participação de 5 dos 9 postulantes a esse cargo nas eleições de 15 de novembro.

O tom do debate foi morno, e os argumentos se mantiveram dentro de um nível superficial em relação aos temas de maior interesse da população, com alguns momentos um pouco mais incisivos, quando se falou no aumento do IPTU, da situação da saúde, educação, do lixo, transporte ou das estradas. Não houve nenhum confronto mais incisivo entre os candidatos.

Cada candidato se virou como pôde para seduzir os eleitores. O moderador por duas vezes assinalou que a audiência chegou em torno de 20 mil espectadores, mas é preciso dar um desconto uma vez que um mesmo indivíduo apareceu dezenas de vezes na marcação de audiência, o que não tira o mérito do evento em si, importante para observar o pique, a coerência e a agilidade mental de cada um dos participantes.

Organizado e realizado pela TVConect Brasil, Diário da Região e Nova Difusora, o evento foi marcado pela intensa ação das claques que movimentaram o espaço dinâmico dos comentários. Cada qual aproveitou para promover os nomes do seus candidatos e de si próprio, no caso de vereadores, muitos dos quais repetiam à exaustão nomes e números de registro, ou frases promocionais que passavam rapidamente quase não dando tempo para leitura.

Mas houve também comentários de outra ordem, como o de Jo Alves dos Santos: “Por que os atuais candidatos que já estão na prefeitura e na Câmara até agora não fizeram nada e agora começaram achar solução para os problemas que até ontem não encontraram?”

Ou Margareth Lima: “Por uma Ibiúna melhor, renovação total. Não vamos reeleger prefeito e vereadores que nada fizeram pelo município e agora aparecem para pedir voto com a maior cara de pau.”

Elaine Fernandes: “Estamos lascados com esses candidatos. Tudo junto e misturado.”

Deixamos de reproduzir aqui persistentes e continuados comentários engajados de notáveis apoiadores de seus respectivos candidatos.

A dúvida que se mantém é: será que, fora os seguidores deste ou daquele candidato demonstrando uma fidelidade radical, a população ibiunense se sentiu bem informada sobre as promessas e intenções manifestas no debate?

PARTICIPANTES

Participaram do primeiro debate televisivo Rodrigo Lima (DEM), João Mello (PSD), que disputa a reeleição, Carlos Pissarro (PMB), Mário Pires (PRTB) e Renan Godinho (Podemos). Não participaram: Edilson Fernandes (PT), Cida Ribas (PSDB), Charles Guimarães (PSL) e Paulo Sasaki (PTB).

O próximo debate deverá ocorrer no dia 5 de novembro promovido por uma webtv local.

Carlos Rossini

Carlos Rossini é jornalista, sociólogo, escritor e professor universitário, tendo sido professor de jornalismo por vinte anos. Trabalhou em veículos de comunicação nas funções de repórter, redator, editor, articulista e colaborador, como Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, Diário Popular, entre outros. Ao transferir a revista vitrine, versão imprensa, de São Paulo para Ibiúna há alguns anos, iniciou uma nova experiência profissional, dedicando-se ao jornalismo regional, depois de cumprir uma trajetória bem-sucedida na grande imprensa brasileira. Seu primeiro livro A Coragem de Comunicar foi lançado na Bienal do Livro em São Paulo no ano 2000, pela editora Madras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *