IBIÚNA – CHEGA A 150 ÓBITOS POR COVID-19; NÚMERO DE CASOS POSITIVOS CAIU NOS ÚLTIMOS 5 DIAS

Boletim Epidemiológico divulgado hoje (25) pela Vigilância Sanitária de Ibiúna informa que número de óbitos no município de Ibiúna chegou a 150 pessoas desde o início da pandemia.

A boa notícia é que o número de casos positivos caiu de 88 pessoas em média por dia na semana anterior caiu para 21 nos últimos cinco dias.  Talvez esse seja o resultado do número de pessoas já vacinadas no município pelo menos com uma dose 37.030, sendo 27.566 com a primeira dose e 9.464 com a segunda dose.

No total, até hoje 4.011 pessoas foram infectadas pela covid-19, sendo que há 83 pessoas aguardando resultados de exame, 299 em isolamento domiciliar, registro significativo também de redução já que no último domingo, dia 20, havia 488 pessoas em isolamento domiciliar. 19 pessoas estão internadas no Hospital Municipal e há registro de 3 óbitos suspeitos por covid-19

Como se sabe, a única arma com eficácia para combater a doença é a vacinação, mas também a adoção de medidas preventivas com o uso de máscaras faciais, desinfetar as mãos com álcool em gel, lavar as mãos constantemente com água e sabão, manter distanciamento social e não participar de aglomerações, sobretudo em ambientes fechados.

Está comprovado que a prática continuada dessas medidas preventivas evita efetivamente tanto a transmissão quanto a recepção do vírus tão agressivo quanto impiedoso para levar vidas que são insubstituíveis.

Carlos Rossini

Carlos Rossini é jornalista, sociólogo, escritor e professor universitário, tendo sido professor de jornalismo por vinte anos. Trabalhou em veículos de comunicação nas funções de repórter, redator, editor, articulista e colaborador, como Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, Diário Popular, entre outros. Ao transferir a revista vitrine, versão imprensa, de São Paulo para Ibiúna há alguns anos, iniciou uma nova experiência profissional, dedicando-se ao jornalismo regional, depois de cumprir uma trajetória bem-sucedida na grande imprensa brasileira. Seu primeiro livro A Coragem de Comunicar foi lançado na Bienal do Livro em São Paulo no ano 2000, pela editora Madras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *