Vitrine Online, a melhor informação !

MATA DEVASTADA EM IBIÚNA PODE SE TRANSFORMAR EM PARQUE ECOLÓGICO

Considerando o crime ambiental perpetrado com a devastação de uma área de 130.000 m2 de mata nativa no município de Ibiúna, na altura do km 67 da Rodovia Bunjiro Nakao, os vereadores Rozi Soares Machado (PV) e Dalberon Arrais Matias (PPS) apresentaram hoje, na última sessão ordinária da Câmara Municipal de 2013, indicação para que o prefeito municipal estude a possibilidade de desapropriar aquela área e transformá-la em um Parque Ecológico Municipal.

Ao justificarem sua proposta, Rozi e Arrais informaram que “houve um grande crime ambiental em nossa Região que repercutiu não só em nosso município, como também em todo o território brasileiro e, como aquele espaço era de mata nativa e vários animais silvestres da fauna local foram esmagados pelas máquinas, que arrancavam as árvores pelas raízes, sendo o que muitas tinham ninhos de passarinhos e de outros animais que estavam completamente desnorteados correndo pelo terreno, já limpo, procurando seus filhotes e seus abrigos”.

A indicação requer providências imediatas ao prefeito municipal e é assinada também pelos vereadores Aline Moraes (DEM), Devanir Andrade (PMDB), Paulinho Sasaki (PTB), Pedro Luiz Ferreira (PROS), Abel Rodrigues de Camargo (PS) e Israel de Castro (PSDB).

Se o prefeito Eduardo Anselmo acolher favoravelmente essa indicação e der prosseguimento ao seu objetivo, ficará marcado na história do município como um governante que soube agir com rigor e firmeza como esse caso requer. Como o mal já está feito, transformar aquela área num parque ecológico com objetivos turísticos será a mais eloquente resposta a uma ação extremamente nefasta e estranha, porque até agora ninguém informou quem são os responsáveis e por que a ação não foi impedida em algum momento, já que terá havido denúncia.

Outra ideia que está começando a prosperar está relacionada diretamente à juventude ibiunense que, no mês de junho, foi às ruas para participar dos protestos que ocorreram em todo o Brasil. Está despontando a sugestão que, usando o Facebook, as lideranças jovens locais convoquem um ato na Rodovia Bunjiro Nakao, onde o crime ambiental foi cometido, convidando-se representantes da grande imprensa para cobertura. “A sociedade civil não pode calar numa hora desta”, disse um estudante à vitrine online, “pois é o futuro do território municipal que está sendo destruído agora”.

Comentários