Vitrine Online, a melhor informação !

“TÔ PRECURANO UMA MUIÉ BUNITA E ALEGRE PRA VIVÊ COM EU”

Tô precurano uma muié bunita, alegre, carinhosa, que goste de contá e ouvi históra. A intenção é de juntá nossas vida debaxo do memo teiado e em cima da mema cama. Nun percisa cuzinhá, lavá prato, custurá. Nada disso. Só faço questã, discurpe minha ignorãnça, que seja muié mais doce que melancia da Amazônia e goste de cantá e dançá, que nóis doi havemo de fazê muito disso em nossa casa. Te agaranto, se vosmicê que tá leno agora, que não haverá de fartá dinheiro pra mantê sua belezura, pra se vesti bem e ficá colorida como as balinesa, segundo me contô um amigo que viajô pra tar da Ásia.

Amô. Nóis vai vivê disso, que é o que mai interessa, né memo? Comê bem, mantê o corpo com saude. Ficá sempre forte e disposto. Ói, perciso de muié letrada, pra lê história dos livro pra eu sonhá. As minha históra invento tudinho, na hora que perciso. Já vevi em fazendas no Mato Grosso e por lá me aventurei com sucesso, criei muito gado, prantei muita fruta, ganhei muito dinhero. Agora quero é vive, mas não consigo vivê sem uma companhera que se transforma em anjo de noite.

Tá nos meu gene ama esse encanto da natureza que é as muié. Bobo é quem num gosta. Num existe “coisa” mió, mas muié, craro, num é coisa, é gente, pessoa, ser humanu da mió qualidade. Sem elas num existia mundo, nem prazê, nem gente. Nem nada. Ocê já viu muié dançano suzinha no parco, rodando a saia, mexendo os braço, ergueno as perna e os braço, voando. Qui existe de mai bunito? E o chero, minha nossa! No íntimo, muié é prefumada que nem as frô que chama as abeia e as barboleta.

Desde qui conheci a primera muié de verdade fiquei com aquela ideia boa na cabeça e sempre óio uma vem essa boa lembrança. Oceis sabia que homem solterão morre mais cedo que homem que tem companhera? Tá na pesquisa. Um siquiatra disse isso na televisão. Amor de muié mantém a saude dos homi e vice-verso, tamém. Homem bom de muié, ajuda inté a mantê a pela da muié bunita, quando dá a ela aquilo que ela muito gosta, do jeito que é só dela.

Mai, óia que fui longe com essa históra. Só escrevi pra dizê que tô procurando uma que teja disposta a vivê com um cabocro que gosta muito dessa obra-prima da natureza. Inté. Quem tivé interessada mande mensagem pra esta revista, que vô ficá de oio. Tchau!

 

Comentários