EQUIPE MASTER FEMININA DE VOLEIBOL SE SENTE INSEGURA NO GINÁSIO MUNICIPAL DE IBIÚNA

“DÁ MEDO TREINAR À NOITE NO GINÁSIO MUNICIPAL DE ESPORTES DA CIDADE” – MOTIVOS: ESCURIDÃO E FURTOS

Elas precisam treinar saque, recepção, levantamento, ataque, bloqueio e, para tanto, precisam se concentrar nos treinamentos que realizam no Ginásio Municipal de Esportes de Ibiúna, nas noites das segundas-feiras.

Estamos falando da equipe máster de voleibol feminino de Ibiúna que vem enfrentando dificuldades que nada têm a ver com essa atividade esportiva: a sensação de insegurança enquanto estão nos treinamentos.

Os motivos: a escuridão que toma conta do entorno do ginásio, principalmente na área de estacionamento, e os furtos de celulares que ali vêm acontecendo no local.

Recentemente, dois rapazes tentaram levar a moto de uma das atletas. Pegaram a chave que se encontrava sobre a mesa do mesário, subiram na moto, mas na hora em que estavam se preparando para fugir com o veículo, um atleta da equipe masculina que havia acabado de treinar percebeu o furto. Lançou seu carro contra a moto que caiu e os rapazes aproveitaram para fugir correndo.

Em pouco tempo apareceram equipes da GCM e da PM no local, mas os rapazes desapareceram na escuridão e não foram encontrados.

SE LIGA NA TVUNA

Nesta quarta-feira, dia 3, às 20h, a TVUNA transmite, ao vivo, pelo Youtube, Instagram e Facebook entrevista com três atletas – Aurélia Tenório Hailer, Cristiane Virges e Simone Império – que representam a equipe.

Elas vão falar desse assunto que tanto as vêm preocupando e, certamente, atrapalhando os treinos.

Você poderá participar e interagir diretamente com elas pelo chat do canal da TVUNA. Inscreva-se: youtube.com/@tv-una.

Carlos Rossini

Carlos Rossini é jornalista, sociólogo, escritor e professor universitário, tendo sido professor de jornalismo por vinte anos. Trabalhou em veículos de comunicação nas funções de repórter, redator, editor, articulista e colaborador, como Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, Diário Popular, entre outros. Ao transferir a revista vitrine, versão imprensa, de São Paulo para Ibiúna há alguns anos, iniciou uma nova experiência profissional, dedicando-se ao jornalismo regional, depois de cumprir uma trajetória bem-sucedida na grande imprensa brasileira. Seu primeiro livro A Coragem de Comunicar foi lançado na Bienal do Livro em São Paulo no ano 2000, pela editora Madras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *