Vitrine Online, a melhor informação !

EXCLUSIVO – HISTÓRICO DE JOÃO MELLO O CREDENCIA COMO FORTE PRÉ-CANDIDATO À PREFEITURA DE IBIÚNA

joão mello novo

João Mello, 48, ibiunense nato, é filho de uma das famílias mais tradicionais no município. Há sete anos vem desempenhando com reconhecida competência técnica e administrativa a função de coordenador de serviços de pediatria em hospitais de sete cidades da região – Sorocaba, Campinas, Indaiatuba, Itu, Piedade, Salto de Pirapora e Pilar do Sul. Supervisiona as atividades de cerca de 200 médicos, a maioria pediatras.

Dr. João Mello, como é conhecido na cidade, é médico há vinte e cinco anos e pediatra há vinte e três. Foi vereador em Ibiúna de 2001 a 2004 e candidato a prefeito por duas vezes, em 2004 e 2008, ficando na segunda colocação em ambos os pleitos. Essa condição, na verdade, o situa numa posição favorável de ter nova chance, ao mesmo em que está isento de objeção, porque, uma vez eleito, irá ocupar o cargo de prefeito pela primeira vez.

Assim, como acontece com diversos profissionais ibiunenses, encontrou uma oportunidade de trabalho em Sorocaba, onde passou a atuar em sua especialidade médica, que é cuidar “dos pequenos pacientes”, como gosta de se referir. Dali, sua capacidade técnica e de gestão ganhou fama e, por isso, passou a atuar nas outras cidades, “sempre a convite dos hospitais”.

A área de abrangência de sua atuação no setor de pediatria compreende os serviços de pronto-socorro, enfermaria, UTI neonatal e pediátrica, tendo como missão “garantir que funcionem de forma adequada, por meio do melhor atendimento possível para os pequenos pacientes, o que inclui procedimentos atenciosos, carinhosos e respeitosos, sempre”. “E isso implica em conduta técnica profissional competente, envolvimento emocional com as crianças e seus familiares, fatores decisivos para obtenção de resultados positivos no tratamento.”

Exatamente por isso, dá plantões em todos os hospitais “para observar de perto como os médicos estão atuando e se estão contando – e isso também é fundamentdal – com os recursos adequados para o bom desempenho de suas atividades terapêuticas. Desatenção e desleixo não fazem parte do seu dicionário prático, pois são atitudes “inadimissíveis” no campo da medicina.

VÍNCULO AFETIVO E EMOCIONAL

Dr. João Mello faz questão de afirmar que jamais rompeu seu vínculo com Ibiúna, referindo-se a comentários esparsos de que está fora da cidade. “Nasci aqui, fui criado aqui, estou sempre aqui na casa dos meus familiares.  Apenas estou exercendo minha profissão em outras cidades da região, como acontece com muitos outros ibiunenses que buscam oportunidade de realização profissional. E creio firmemente, como nunca antes, que chegou a hora e a vez de ter a oportunidade de contribuir efetivamente, a fim de que Ibiúna passe por transformações humanizantes necessárias e conquiste excelência técnica em sua administração pública. Por isso, me coloquei à disposição para ser pré-candidato à prefeitura do município nas eleições de 2 de outubro.” [Neste momento ele tem participado de reuniões de um grupo interpartidário que se propõe a indicar pré-candidatos a prefeito e vice-prefeito de linha oposicionista]

Na condição de médico e de administrador bem-sucedido no setor de saúde, ele se sente à vontade e também apto “para criar melhores condições de funcionamento no sistema de saúde de Ibiúna”, considerado pela população como o problema número 1 do município.

Afirma estar preparado para honrar seus compromissos íntimos de servir os ibiunenses 1. pela sua experiência comprovada na área técnica e administrativa; 2. por contar com relações políticas sólidas para buscar recursos para investir no município; 3. por ter um vínculo emocional com Ibiúna que é um forte estímulo para promover as transformações que se fazem necessárias. Enfim, João Mello se mostra pronto a criar oportunidades de crescimento real para Ibiúna “que, talvez, não tenha se desenvolvido, como é o anseio do povo, por falta de uma visão clara de propósito e de atitudes ousadas e corajosas.” (Carlos Rossini)

 

 

 

 

 

Comentários