Vitrine Online, a melhor informação !

IBIÚNA – COLISÃO ENTRE CAMINHÃO E MOTO MATA UM JOVEM FERE OUTRO GRAVEMENTE NA ESTRADA DO VERAVA

A colisão entre um caminhão-baú de transporte de verduras e uma motocicleta, ocorrida hoje (14) por volta das 11h45 em uma curva na altura do km 3 da Estrada do Verava, provocou a morte do condutor da moto, Ricardo da Silva Brito, 23, e grave ferimento craniano em Alan Bruno Pereira de Almeida, 21, que estava na garupa da moto.

Ambos foram resgatados pela ambulância do resgate municipal e pela unidade do Samu e levados para o pronto-socorro do Hospital Municipal de Ibiúna. Alan foi entubado e transferido por volta das 14 horas para o Hospital Regional de Sorocaba.

Ambas as vítimas trabalhavam como ajudantes de caminhão de transporte de hortaliças em um dos muitos barracões existentes na região.

A moto, uma Twister azul, seguia em direção ao bairro do Verava, enquanto o caminhão seguia em sentido da rodovia Bunjiro Nakao. O choque entre os veículos ocorreu próximo a uma curva e de diversos buracos existentes na pista.

Pessoas ouvidas por vitrine online acreditam o acidente possa ter ocorrido exatamente por causa dos buracos, existentes em grande quantidade nessa via, feitos, segundo a população, pela passagem de caminhões pesados que atuaram no transporte de materiais para a construção do Sistema São Lourenço.

Na verdade, a Estrada do Verava vem sendo objeto de grande polêmica – a população sustenta que a estrada foi destruída pelos caminhões e esperam que seja consertada – tendo já sido motivo de diversos bloqueios feitos por integrantes da população do bairro do Verava.

Desolada, a mãe de Alan, uma das vítimas, disse que mais uma “vítima é morta em decorrência dos buracos da Estada do Verava” e cobrou uma solução tanto por parte da administração municipal quanto dos vereadores para pôr fim a uma situação “que é de dar vergonha”, por tantos acidentes e danos que provocam nos veículos.  A mãe de Ricardo foi avisada da morte do filho por um dos médicos do PS.

Na verdade, a prefeitura já realizou reunião com representantes do bairro e da Sabesp, baixou decreto impedindo que os veículos que servem ao Consórcio de transitarem pela estrada e obteve compromisso de que a estrada seria consertada, mas até agora nada foi feito. Ao que tudo indica, cabe à Sabesp, contratante do Consórcio Construtor Sistema São Lourenço fazer os reparos, não com tapa-buracos, mas com serviço de recapeamento.

“Isso é o que deve ser feito por aqueles que destruíram nossa estrada”, declarou um conhecido de uma das vítimas na porta do Hospital Municipal, que não quis se identificar.

BURACOS RETARDARAM SOCORRO

Tanto as equipes de socorristas quanto dos policiais militares que atenderam a ocorrências se queixaram das condições de tráfego da estrada. “Não podíamos ultrapassar os dez quilômetros por hora”, disse um deles, com larga experiência em resgate.

Comentários