Vitrine Online, a melhor informação !

BRASIL ESPETACULAR – DEPOIS DA TORMENTA DA FALTA DE COMBUSTÍVEIS, VÊM AÍ GRANDES EMOÇÕES

SE O MUNICÍPIO de Ibiúna puder ser um microcosmo do Brasil, então reina a paz por todos quadrantes. O abastecimento de combustíveis está quase normalizado, não há filas como antes em direção aos postos, a cidade está quase vazia. Suas ruas centrais, atapetadas com desenhos sacros, estão interditadas para a tradicional procissão de Corpus Christi; os supermercados funcionam, com alguns produtos mais caros (tomate, batata, cebola, para citar alguns) ou em falta.

Mas a loucura já passou, como havíamos previsto, porque tudo que começa, acaba, mais cedo ou mais tarde e assim foi depois da mais longa e sem precedentes manifestações dos caminhoneiros que pararam o Brasil com o objetivo de baratear o custo do óleo diesel e, no fim, também de outros produtos, como gasolina, gás de cozinha.

Enquanto não acontece o réquiem do governo Michel Temer, que tantos sacrifícios impôs à população brasileira e se tornou o mais impopular presidente da República desde José Sarney, agora se abre a porta da esperança. A porta da esperança de que a seleção canarinho ganhe o campeonato e assim nos encha de orgulho e realização e como se fôssemos personagens eternos de um drama sem fim.

Andando pelas ruas da cidade, cruzei com um automóvel que ostentava sobre o capô uma esticada bandeira do Brasil.

Logo, me deu o estalo é isso! Amanhã é dia 1º de junho, mês em que se inicia a Copa Mundial de Futebol na Russia. Começa no dia 14 e vai até o dia 15 de julho, um mês de hipnose coletiva. O Brasil estreia no dia 17 de junho, às 15 horas (hora de Brasília), contra a Suíça, no estádio Rostov.

Esse período funcionará como se toda a nação estivesse sob efeito de anestésico, ou alienante, esquecendo todas as agruras que assolam o país e continuará atormentando as famílias brasileiras com a falta de empregos, de dinheiro para manter suas famílias alimentadas, de serviço de saúde digno desse nome, de segurança pública, porque a corrupção tão falada não termina e, no fim, é sempre o povo que paga a conta, como está acontecendo agora com o preço da gasolina e do gás de cozinha, para citar os mais evidentes.

Por isso mesmo, em vez de ficar prostrado diante da tela da televisão foi fazer caminhadas, ler bons livros e evitar os alimentos que abundam nas prateleiras dos supermercados, ricas transgênicos, gorduras saturadas, sal, açúcar em excesso, além dos terríveis conservantes.

Os jogadores – ah, sim! – serão endeusados ou execrados caso o Brasil não traga a taça, assim como o grande Tite, mas tudo faz parte de um jogo já conhecido, a maior fábrica de ilusões já criadas pelos jogos, invenções humanas da maior importância para desanimalizar ou desembrutecer os homens.

Sim, caros leitores, as atividades esportivas são fundamentais para manter a saúde e as boas relações humanas, mas, nesse caso em tela, se tornou uma máquina que movimenta bilhões de reais ou dólares que não servem exatamente para melhorar a vida da espécie humana no planeta, mas para encher as burras dos cartolões internacionais.

Mas, por que escrever essas coisas se a paz voltou a reinar nestas terras por que dizem que “Deus é brasileiro”. Então que Ilumine todos nós e nos livre dos políticos e empresários desavergonhados que têm sido maldosos e impiedosos com a população. (Carlos Rossini, editor de vitrine online)

 

Comentários