Vitrine Online, a melhor informação !

DEPOIS DO ECLIPSE, A SUMIDA VOLTOU, TÃO BELA QUANTO ANTES

Mais de sete mil pessoas, aqui em Ibiúna, interagiram com a vitrine online na noite desta sexta-feira (27), tão logo seu editor foi publicando em série breves narrativas do que já entrou para a história da astronomia como o mais longo eclipse lunar do século XXI.

A emoção foi o pano de fundo das rápidas descrições do cenário que começou com o desaparecimento total da lua, como havia sido previsto, quando uma escuridão de breu tomou conta da vasta mata que cobre o município. Foi um divertimento e tanto para todos nós que acompanhamos esse maravilhoso espetáculo da natureza.

Todas as postagens foram veiculadas somente na página do Facebook da vitrine online. A primeira dela, às 18h13: “Agora são 18h13. O céu de Ibiúna está impecavelmente limpo. Estou aguardando o eclipse. Se a lua não aparecer nos próximos minutos, isto significa que ela já está no processo de eclipse (oculta). Ângela Jasmin, do Cocais, tinha acabado de dizer “não apareceu nem a lua”.

Um pouco mais tarde, Narayane Deleffe, enviava a foto que acabara de tirar da lua do bairro da Ressaca. Rômulo Thaiane: “Lindo de aplaudir. Consegui vê-la pelo menos vinte minutos. Ela deu um show de beleza”. Lúcio Kobayakawa resumia sua impressão: “Foi um espetáculo!”. Do bairro dos Alves, Letícia Gemignani, parecendo sorrir de alegria: “Ela apareceu no final do eclipse. Impressionante!”. Muitas outras mensagens foram recebidas pela revista vindas de todas as partes com um tom de contentamento e embevecimento.

A segunda postagem, às 18h17: “A escuridão na mata em Ibiúna neste momento é uma umbra (escuridão total). Às 18h22: Acabo de ver apenas um pedacinho da lua daqui do bairro da Cachoeira, em Ibiúna. Emoção pura! Que coisa mais linda! Breu puro!”. Às 18h29: Um sentimento de paz grandioso! Compartilho com todos aqueles que estão seguindo minhas breves descrições. Sinto como se estivesse diante de um milagre. Uma espécie de benção! Que compartilho igualmente com todos! Que coisa mais rara e linda! Às 18h33: Estamos imersos na umbra, escuridão total! A terra está entre o sol e a lua. E a sombra da terra sobre a lua a esconde totalmente. /Hoje me disseram que este momento é próprio para limpar nossa alma da ‘escuridão’. E também para receber a luz refletida do sol na lua para a terra novamente. Às 18h45: Agora a luz começa a ser vista em boa parte. O eclipse está se aproximando do fim, que o movimento dos astros não param. Que foi e é lindo, isto foi! Agora outro assim, só no século XXII. Só outras gerações poderão vê-lo! Que a paz se instale em todos os corações daqueles que nos acompanharam nessas breves narrativas. Estou contente e espero e vocês tenham um amanhã melhor ou futuro, se preferirem! Que todos sejam seres melhores a cada novo dia!” (Carlos Rossini é editor de vitrine online)

 

Comentários