Vitrine Online, a melhor informação !

RADARES, REDUTORES ELETRÔNICOS DE VELOCIDADE, LOMBADAS; BUNJIRO RECEBE MELHORIAS NA VÉSPERA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA

Estão sendo instalados pelo Departamento de Estradas de Rodagem – DER na rodovia Bunjiro Nakao, trecho entre Ibiúna e Vargem Grande Paulista pelo menos oito pares de radares, redutores eletrônicos de velocidade e lombadas. Essas providências visam a conter o grande número de acidentes que vem ocorrendo nesse trecho e que já provocaram diversas mortes. Na próxima quarta-feira (3), às 10 horas, haverá audiência pública na Câmara Municipal de Ibiúna quando o DER fará apresentação do projeto de duplicação da rodovia nesse mesmo trecho numa extensão de 28,5 quilômetros.

A apresentação do projeto de duplicação da estrada [inclui também “recuperação da pista em trecho urbano, implantação de calçadas, ciclovias e acostamentos”] será feita pelo engenheiro Alfredo Moreira de Souza Neto, diretor do DER da Divisão de Itapetininga.

Necessidade de marginais

Vitrine online percorreu na manhã de hoje (29), em companhia de uma autoridade municipal de Vargem Grande Paulista, todo o complexo que resultou da duplicação da rodovia Raposo Tavares que divide a cidade em duas partes.

Entre as explicações recebidas – e lá ouve uma grande mobilização envolvendo os munícipes, e mesmo embargo da obra – se destaca o movimento intenso dirigido ao governo do Estado de São Paulo visando assegurar a construção de marginais, em ambos os lados da rodovia, em todo o trecho urbano da cidade, com o objetivo de isolar o trânsito interno do trânsito rodoviário, incompatíveis do ponto de vista de natureza distinta de fluxos e velocidades de tráfego.

Até um grande viaduto [não previsto no projeto inicial] foi conseguido, assim como as marginais, construídos com verba estadual, que assegurou racionalidade e equilíbrio nos deslocamentos dos munícipes. Assim, os fluxos urbanos funcionam sem a interferência da rodovia e vice-versa.

A mesma autoridade advertiu que as autoridades municipais de Ibiúna e a população se conscientizem dessa necessidade “imperiosa”, sob pena de terem que pagar um preço alto, caso não sejam construídas as marginais, uma vez que a função do DER é cuidar de rodovias não de questões socioeconômicas [ou turísticas, no caso de Ibiúna] ou plano de desenvolvimento municipal. “Por isso, é fundamental que haja um grande comparecimento dos cidadãos nessa audiência pública.”

Medidas de segurança

Ontem à tarde foram instaladas duas lombadas, uma no quilômetro 49 e outra no 49,5, nas proximidades do restaurante Graciosa. Hoje já se viam fortes sinais de freadas e mesmo restos de peças de veículos que acabaram se chocando. Ainda que tenha sido colocada uma placa de aviso de lombada [muito próximo da lombada], é possível que as pessoas tenham sido pegas de surpresa pela novidade.

No entanto a instalação do conjunto de equipamentos – radares, redutores eletrônicos de velocidade que realizarão multa automática para quem passar em velocidade que ultrapasse o limite indicado e as lombadas – certamente deverá contribuir para reduzir significativamente os acidentes que vêm acontecendo com preocupante freqüência na rodovia.

Ainda hoje pela manhã, a caminho de Vargem Grande Paulista, o repórter-fotográfico da vitrine online flagrou dezenas de abusos cometidos por motoristas. Por exemplo: um automóvel ultrapassou fechando o táxi onde havia faixa amarela dupla no asfalto; em frente ao Condomínio Jahu [isso tudo aconteceu antes das oito horas da manhã] dezenas de veículos criaram situação de risco de acidente ao entrarem na pista diretamente em curva, em vez de completar o balão atravessando para o lado do Condomínio Colinas para pegar o fluxo em direção ao centro de Ibiúna. Isso se repete diariamente no km 65,5, defronte as entradas dos condomínios, que se situam entre duas curvas.

Pontos de controle

Um par de radares e de redutores eletrônicos de velocidade já foram  instalados no trecho da rodovia que margeia Ibiúna, logo após o balão de entrada de Ibiúna para quem vem de São Paulo. Outros, logo após os condomínios Jahu e Colinas. No km 55,5, localizam-se próximos à E.E. Euclides Maria Borba, no bairro Sorocamirim. No km 51,2, perto de uma das curvas, em declive, mais perigosas do trecho, pouco abaixo do acesso a Caucaia. Ali já ocorreram acidentes gravíssimos.

Comentários