Vitrine Online, a melhor informação !

IBIÚNA – CENTENAS DE ROMEIROS ESTÃO A CAMINHO DO SERTÃO PARA BUSCAR A IMAGEM DO SANTO PROTETOR DA CIDADE

A grande romaria de São Sebastião partiu na manhã de hoje (29) do centro de Ibiúna, no interior paulista, para buscar a imagem do santo em sua capela localizada no sertão, no bairro do Pocinho, a trinta e cinco quilômetros da cidade. Trata-se da maior festa religiosa do município que está completando noventa e seis anos. São Sebastião, protetor de Ibiúna, é reverenciado pelo povo por curas milagrosas que lhe atribui, desde a gripe espanhola em 1917.

FESTA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Programa

Às oito horas da noite de hoje, quando todos os romeiros estiverem concentrados em torno da capela, haverá a celebração de missa e procissão luminosa. Na manhã deste sábado (30), os romeiros retornam com a imagem santa para cidade, em direção à Igreja de Nossa Senhora das Dores, padroeira de Ibiúna. Deverá chegar na entrada da cidade, pela avenida São Sebastião, por volta das 18h00. Logo depois que o andor chegar à praça da Matriz será oficiada missa sempre acompanhada por uma multidão. Depois da missa haverá shows musicais na mesma praça, que ocorrerão até segunda-feira, sempre após o oficio religioso.

No domingo, às 10h00, será celebrada a missa dos festeirinhos e, às 18h00, procissão do Divino Espírito Santo. Na segunda-feira, às 18h00, a procissão de São Sebastião e do Divino Espírito Santos e, em seguida, missa na praça da Matriz. Na terça-feira (2), às 7h00, missa de despedida do santo na igreja e depois a imagem é levada para o sertão, com missa de chegada, como reza a tradição.

Romaria e crianças

Os romeiros seguem para o sertão em cavalos, mulas, charretes, bicicletas, motocicletas, carros, caminhões, precedidos do pessoal que prepara a alimentação e ao longo do caminho há pontos de parada para alimentação e descanso também dos animais.

 

caite 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É bonito ver a presença de crianças, algumas bem pequenas que vão acompanhadas dos seus pais em charretes ou a cavalo mesmo. São elas que garantem a continuidade de uma tradição que está a caminho de completar um século.

Catitas e alegres de dar gosto, Caite Ramalho Nunes Pedroso, 7, e Hemily Helena Ramalho, 6, estavam contentes numa charrete que logo seguiria para o sertão. Esta é a primeira vez de Caite e a quarta de Hemily que, de acordo com seu pai Cleber Nunes, deverá voltar a cavalo. Outras crianças e adolescentes seguiram em diferentes comitivas.

Enquanto isso, às 9h40, em frente à porta da igreja matriz, uma equipe de trinta Ciclistas Romeiros do Bairro Rio de Uma, devidamente uniformizada, prepara-se para a partida. Esse grupo é liderado por Sílvio Francisco de Camargo que este ano está completando trinta e cinco anos de romaria – quatro a pé e as demais vezes de bicicleta. Sua filha Érica Ribeiro de Camargo, 17, vai junto há cinco anos e confessa sua gratidão ao santo, que, ela garante, curou sua mãe, além de ter feito outros milagres que ela preferiu não revelar.

 

ciclistas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

solitário

pirata

beleza

Comentários