REGULAMENTO DO PROTESTO CONTRA A DESTRUIÇÃO DA REPRESA ITUPARARANGA NESTE DOMINGO

REGULAMENTO MANIFESTAÇÃO/REMADA

A remada pela vida de Itupararanga será realizada no local denominado Parque Ecológico Itupararanga, localizado na Estrada da Cachoeira, KM-08, na data de 03 de outubro de 2021, no horário das 09:00 até as 16:00 hs.

Evento realizado ao ar livre respeitando as regras, protocolos e demais ações no combate ao Covid-19

Os equipamentos de segurança, bem como de hidratação são obrigatórios para cada remador, sendo não permitido remar quem não conter

Será obrigatório a entrega de termo de responsabilidade assinado.

Durante a permanência na arena do evento, será obrigatório o uso de máscara por todos os presentes, seja equipe de apoio, organização, produção e atletas.

É permitido apenas remadores entrar na agua população em geral não tem autorização

Cada remador levara seu equipamento

Categorias 

  • SUP-FUN
  • SUP-RACE
  • CAIAQUE
  • CANOA HAVAIANA

INSCRIÇÃO:

A inscrição deverá ser feita diretamente no local do evento

A inscrição dos remadores será gratuita.

PARTICIPAÇÃO NO EVENTO

Será cobrado taxa de R$20,00(vinte reais) para veículos que estacionarem dentro do Parque.

A entrada de pessoas dentro do Parque não será cobrado nenhum valor.

Proibido entrar no Parque com alimentação e bebidas, dentro do Parque terá locais de venda de alimentos e bebidas.

SOBRE CANCELAMENTO, MUDANÇA DE DIA, HORÁRIO OU PERCURSO.

Caso o evento tenha que ser alterado por motivo de força maior, será avisado a nova data de realização do evento.

A organização irá reagendar uma nova data para a realização da manifestação/remada ou realizará no próximo domingo

RECEBIMENTO DE KIT POR REMADOR

 – Os primeiros 100(cem) remadores inscritos receberão gratuito uma camiseta cor branca na frente impresso o logo da manifestação/remada e verso impresso os logos dos patrocinadores e apoiadores do evento.

– Os primeiros 100(cem) remadores receberão gratuito 01(uma) banana, 01(uma) maça e uma garrafa de água de 500ml.

-Os primeiros 100(cem) remadores receberão gratuita 01(uma) mascara descartável.

SOBRE EQUIPAMENTOS OBRIGATÓRIOS E HIDRATAÇÃO/ALIMENTAÇÃO

  • Levar hidratação e alimentação suficiente para a remada
  • Colete salva vidas no corpo dos remadores (caiaque e canoa)
  • 1 Apito por atleta preso no colete dos remadores (caiaque e canoa)
  • 2 Baldes ou embalagens para esgotamento da canoa
  • 2 celulares protegidos e com os telefones da organização gravados (canoa havaiana)
  • Um remo extra preso na canoa

Atenção: Cada remador de canoa ou caiaque deverá estar vestido com o colete de flutuação, proporcional ao seu peso, durante o tempo todo da remada.

RETIRADA DE KIT POR REMADOR

A retirada do kit por remador deve ser feita no local do evento mediante apresentação de termo de autorização assinado.

Checagem de equipamentos. Haverá checagem visual de equipamentos, principalmente coletes e remo extra (caiaque e canoa) e lash e remo (stand-up paddle)

Largada. Um dos organizadores do evento falará ao microfone de som dando o início da remada.

Tempo máximo de remada 1,5 hs(uma hora e meia)

Kit

O kit atleta é composto de:

 – 01Camiseta

 – 01máscara descartável

 – 02(duas) frutas (maça e banana) e garrafa de água 500ml

Já mencionados em item anterior

ORIENTAÇÃO PARA REMADORES

LEVAR UMA GARRAFA PET 2,0lts COM ÁGUA PARA ENXAGUE DOS PÉS E CANELAS APÓS REMADA POR MOTIVO DO NIVEL DA REPRESA ESTAR EXTREMAMENTE BAIXO CONTENDO NAS MARGENS MUITA MATÉRIA ORGANICA.

NA SAIDA E CHEGADA DA REMADA PRESTAR ATENÇÃO COM TOCOS E TRONCOS DE ARVORES QUE COM O NIVEL MUITO BAIXO DA REPRESA MUITOS ESTÃO APARENTES NA ÁGUA

NADA MAIS A CONSTAR.

Carlos Rossini

Carlos Rossini é jornalista, sociólogo, escritor e professor universitário, tendo sido professor de jornalismo por vinte anos. Trabalhou em veículos de comunicação nas funções de repórter, redator, editor, articulista e colaborador, como Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, Diário Popular, entre outros. Ao transferir a revista vitrine, versão imprensa, de São Paulo para Ibiúna há alguns anos, iniciou uma nova experiência profissional, dedicando-se ao jornalismo regional, depois de cumprir uma trajetória bem-sucedida na grande imprensa brasileira. Seu primeiro livro A Coragem de Comunicar foi lançado na Bienal do Livro em São Paulo no ano 2000, pela editora Madras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *