Vitrine Online, a melhor informação !

EDITORIAL – TSE TOMARÁ 3ªFEIRA A MAIS IMPORTANTE DECISÃO DO ANO NO CENÁRIO POLÍTICO IBIUNENSE

Fogos vão pipocar no céu ibiunense na noite da próxima terça-feira (23). E o estopim será acesso a mais de mil quilômetros de distância, exatamente em um salão nobre do belo edifício da mais alta corte da Justiça Eleitoral, em Brasília. O sinal será dado quando o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro José Antonio Dias Toffoli, anunciar a decisão do colegiado sobre o Recurso Especial nº 21.332, interposto pelo atual prefeito de Ibiúna, Fábio Bello, com o propósito de manter-se no cargo. De outro lado, aguarda a decisão o ex-prefeito Eduardo Anselmo Domingues, que pode reassumir o cargo, dependendo da decisão tomada pela corte. Até lá, nos resta administrar a ansiedade e torcer para que a Justiça se concretize na plena abrangência dos fatos implicados e implicadores.

NEW FOTOEste – não há porque duvidar – será o acontecimento de natureza política mais importante do ano, pois definirá o rumo a ser tomado pela administração pública em Ibiúna, cuja população espera ver restabelecida a normalidade no plano do Executivo Municipal, imerso num emaranhado que inclui notáveis problemas com a coleta de lixo, na área da saúde, de transporte e iluminação públicos, com as estradas precárias, da educação e da merenda escolar – de acordo com queixas frequentes da população.

A Câmara Municipal, recentemente, aprovou a constituição de uma Comissão Especial de Vereadores para examinar graves reclamações de pacientes que dependem de transporte público para realização de hemodiálises e tratamentos oncológicos em hospitais da região ou de São Paulo.

Se os partidários de Fábio Bello esperam uma decisão que assegure sua continuidade no governo, os do ex-prefeito asseguram que há razões jurídicas consistentes para que o contrário aconteça, ou seja, que a Justiça Eleitoral decida pelo retorno de Eduardo Anselmo ao cargo de prefeito, baseada nos motivos que apontam e impediram que Bello tomasse posse, mesmo tendo a maioria de votos. Como se recorda, Eduardo foi o segundo colocado nas eleições de outubro de 2012. Os eduardistas lembram que Bello permaneceu os últimos oito meses no cargo por força de uma liminar concedida pelo ministro Luiz Fux, que será o relator do processo.

Enfim, o que menos se espera na atual conjuntura é que o recurso não seja julgado na terça-feira por quaisquer razões imprevistas, já que, supostamente, o processo, nesta altura, já esteja preparado para julgamento. E essa é a razão pela qual acreditamos que na noite da próxima terça-feira os fogos vão espocar estrondosamente, como faz parte da tradição comemorativa no céu de Ibiúna, ainda que haja céticos que disseram, nas redes sociais, que vão agir como São Tomé: “Queremos ver para crer.” Nós, de outra forma, vamos crer para ver, simplesmente pelo fato de que a Justiça não tem interesse em que nela não se creia.

__________

Carlos Rossini é editor

de vitrine online

 

Comentários