IBIÚNA – TEMPERATURA CAI PARA 1,5ºC NO BAIRRO DA CACHOEIRA

Os cachorros quase não latiram esta madrugada, o silêncio no ambiente externo era marcante. Ao longe, pelas bandas de Mairinque, do outro lado da represa Itupararanga, ouvia-se o silvo do trem.

Frio, muito frio!

A temperatura, medida pelo termômetro, beirou 1,5ºC. por volta das 5 horas no bairro da Cachoeira desta terça-feira (25). Foi a temperatura mais baixa deste ano no município de Ibiúna. E a previsão para os próximos dias, como noticiamos ontem, é de mais frio.

Ao se movimentar, mesmo dentro de casa, sentia-se o ar gelado no rosto e nas mãos. Fora de casa ainda muito mais.

A propósito, a Defesa Civil do Estado de São Paulo indicou uma massa de ar frio em todo o Estado e recomendou atenção especial para com pessoas mais vulneráveis, como idosos, crianças e aquelas em situação de rua, mais sujeitas à hipotermia, que pode causar morte em alguns casos.

A previsão da Defesa Civil para esta madrugada era de 3ºC. Havia previsão de geada.

Carlos Rossini

Carlos Rossini é jornalista, sociólogo, escritor e professor universitário, tendo sido professor de jornalismo por vinte anos. Trabalhou em veículos de comunicação nas funções de repórter, redator, editor, articulista e colaborador, como Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, Diário Popular, entre outros. Ao transferir a revista vitrine, versão imprensa, de São Paulo para Ibiúna há alguns anos, iniciou uma nova experiência profissional, dedicando-se ao jornalismo regional, depois de cumprir uma trajetória bem-sucedida na grande imprensa brasileira. Seu primeiro livro A Coragem de Comunicar foi lançado na Bienal do Livro em São Paulo no ano 2000, pela editora Madras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *